5 plantas fáceis de cuidar para ambientes internos

Categorias Decoração

Já faz um bom tempo que eu ando louca para ter uma plantinha e o que me impediu de comprar uma até agora é o medo dela morrer. Vamos dizer que eu não confie muito na minha capacidade de cuidar de coisas que precisem de atenção e cuidado, mesmo levando em consideração o fato de  que meus pais adoram plantar. Minha mãe tem várias plantinhas em vasos e meu pai sempre cultivou uma horta e além das diversas árvores que ela já plantou.

Pensando nisso, comecei a pesquisar por plantas pequenas que vivem bem em ambientes internos e que não precise de cuidados intensos. Depois de ler muito sobre diversas espécies com seus nomes científicos estranhos e suas peculiaridades, selecionei minhas 5 favoritas para uma pessoa esquecida como eu.

 

1- Violeta Africana – Saintpaulia

É uma planta pequena, com folhas em tom verde escuro, grossas e coberta de “pelinhos” que dá uma impressão aveludada a planta. As flores podem ser da cor violeta, roxa, branca, rosa, vermelha e azul que em condições adequadas pode florir em qualquer época do ano.

CUIDADOS: O ideal é que elas sejam plantadas em vasos de barro, já que este absorve o excesso de aguá e permite que a planta respire, já que ela pode apodrecer se estiver muita  úmida.

Suas violetas devem ser mantidas apenas à meia-sombra em lugares com claridade e ventilação.

As violetas são plantas sensíveis então irrigue apenas o suficiente para manter o solo úmido e é importante que não se molhe as folhas com água fria,  e sim em temperatura ambiente.

 

Samambaia de Boston – Nephrolepis exaltata

Com diversas folhas compridas e cheia de “babados”, é de um verde vivo e fresco e do mesmo tom da nova cor da Pantone 2017, Greenary.

CUIDADOS: As samambaias precisam ficar em lugares que recebam luz solar indireta e com bastante umidade.

Elas precisam de muita aguá então cuide o solo e molhe se ele parecer levemente seco.

Você pode podar sua samambaia com uma tesoura comum quando aparecer algumas folhas amareladas e isso significa falta de umidade.

Agora se as folhas parecerem cinzentas é hora de replantar em outro vaso com uma terra novinha.

 

Rosa de Pedra (suculenta) – Echeveria elegans Rose

Uma das plantas mais queridas de todos os tempos, as famosas suculentas estão ganhando cada vez mais espaço nas casas e apartamentos do mundo todo. A rosa de pedra é uma das favoritas, lembra a forma de uma rosa, suas folhas “gordinhas” e cerosas variam de tom, sendo azul, verde, roxo, rosa, cinza e até branca.

CUIDADOS: São plantas super resistentes a falta de água, então regue a sua a cada quinze dias no inverno e uma vez na semana durante o verão, mas não encharque o solo!

As suculentas precisam pegar sol, assim sua coloração ficará mais forte e viva, então separe um lugar onde ela receba luz por pelo menos algumas horas.

Não se assuste se durante o inverno ela perder algumas folhinhas mais baixas, isso é normal.

Com o tempo ela também irá crescer para cima, e seu tronco ficara sem folhas, então se você prefere ela compacta(como aparece na foto), saiba que ela é de fácil propagação, basta cortas uma folha e plantar em outro vaso. Em pouco tempo começará a parecer raizes.

Zamioculca -Zamioculcas zamiifolia

A queridinha para ambientes internos. Possui troncos com várias folhas de tons verde escuro e brilhosas. Seu crescimento é lento e atingem o tamanho máximo de 1 metro.

CUIDADOS: Suas folhas queimam se ela ficar exposta ao sol, então deixe sua planta em um local com boa luminosidade.

Outra planta resistente a falta de água, regue duas vezes por semana, mas não encharque o solo pois ela pode não reagir bem ao excesso de água.

Talvez necessite de adubo! Troque o vaso quando perceber que ela precisa de mais espaço. Como seu crescimento é lento, para quem possui tempo curto, uma vantagem é não precisar se preocupar com a poda frequentemente.

Cactos – Cactaceae

Sem dúvidas o meu favorito e provavelmente o primeiro que vou comprar. São milhares as espécies que também estão fazendo o maior sucesso nos terrários e jardins. São plantas com o desenvolvimento demorado com espécies redondas, colunas ou compacta e como todas tem suas peculiaridades estéticas  vamos logo para os cuidados….

CUIDADOS: Plantas super resistentes e que não necessitam de cuidados intensos. Precisam ficar no sol, ou apenas ficar expostas o máximo de tempo possível, caso você queira deixar dentro de casa, na janela.

As mais resistentes no quesito água, por isso regue uma vez por semana durante o verão e quando achar que o solo esta seco durante o inverno, já que as mesmas não gostam de muita umidade.

Você pode plantar em vasos de qualquer tamanho, já que elas “estacam” o crescimento quando não tem mais espaço, sendo assim, você pode ter cactos de diversas espécies em diversos tamanhos!

São tantas as espécies que ainda nem descobri o nome de todas, mas entre as minhas favoritas estão:  Castelo de fada, Orelha de coelho, Coroa de frade, Dedo de dama e Cadeira de sogra. Apesar dos nomes curiosos são plantas charmosas e discretas, que combinam muito bem com o ambiente interno, dando vida ao local, sendo quase como um item de decoração.

Todas as dicas de cuidados foram tiradas das fontes citadas abaixo, fazem parte das minhas pesquisas para decidir qual irei comprar, então quaisquer dúvidas sobre as espécies podem ser respondidas nesses sites e blogs que eu não tenho nenhuma experiência.

Gostaram desse post? Porque não deixe um comentário contando o que você achou?! E também não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para não perder nenhum post!

Instagram: @universodeinspiracao 

Facebook: Universo de Inspiração

Pinterest: @deinspiracao

Twitter: @deinspiracao

Fotos: Pinterest.

Fontes: Jardim.Info

Terral

WikiHow

Flores e Folhagens

Acácia Garden Center

Jardinária

Stefani Oliveira

Tem 18 anos, cursa arquitetura e não vive sem música e animais. Nas horas vagas devora livros, desenha rostos e organiza coisas.


Deixe uma resposta