Tudo o que você precisa saber sobre concreto

Categorias Arquitetura

Olá Universo!

No post de hoje nós vamos falar sobre o material mais utilizado na construção civil, o Concreto. Existem diversos tipos para diversos fins, além dele ser um produto muito viável comparado aos outros, ele também é resistente e durável (quando bem feito).

Abaixo você verá mais detalhes sobre esse material essencial na área da engenharia e arquitetura.

Origem

O primeiro cimento criado é chamado de Portland pelo seu criador, Joseph Aspdin em 1824. Ele estava procurando um aglomerante que endurecesse na presença de água. Então ele juntou calcário e argila e notou que, depois de seco, tornava-se tão resistente quanto as pedras utilizadas nas construções da época.

Segundo a ABNT, a classificação do cimento é feita em pega rápida, lenta, alto forno, branco e especiais.

Sua composição é feita com 4 itens: Materiais calcários, materiais argilosos, impurezas e materiais de correção.

Sua fabricação é em três etapas fundamentais: Mistura e moagem da matéria-prima; produção do clínquer; moagem do clínquer e mistura com gesso.

Tipos mais comuns de concreto

Concreto Convencional

O tipo mais comum e mais usado. Ele é feito a partir da mistura padrão que é cimento, água e agregados (areia e brita) e é misturado com vibrador, podendo ser aplicado no solo, lajes, pisos e fundações.

Concreto Armado

Este é igual ao convencional, a diferença está na adição de armaduras e/ou barras de ferro. O ferro ajuda o concreto a trabalhar melhor os esforços de tração e flexão e por isso é utilizado na parte estrutural de uma obra, como vigas, pilares e lajes.

Concreto Biológico

O concreto biológico é novo e ainda está em estudo. Desenvolvido em Barcelona pelo Structural Technology Group, da Universitat Politècnica de Catalunya (UPC), este material tem a capacidade de se auto regenerar. Falando de um modo mais fácil, ele permite o crescimento de organismos vivos como musgos e fungos. Saiba mais sobre esse concreto clicando aqui.

Concreto rolado

Por conter pouco cimento em sua composição, tornando-o um material com pouca trabalhabilidade, ele é aplicado através de compactação com rolos compressores. Ele é utilizado como base para piso de estacionamentos e barragens pois seu acabamento não é tão bonito.

Concreto de alto desempenho (CAD)

É adicionado aditivos na sua mistura para aumentar sua resistência e durabilidade, além de trabalhar bem a porosidade e a permeabilidade. Com essas características ele é utilizado na parte estrutural da obra.

Concreto pré-fabricado

Este como o nome sugere, não é feito no canteiro de obra. Suas peças são produzidas industrialmente no tamanho que se desejar e esse fator torna a obra mais ágil. São fabricados desde a parte estrutural (pilares), como os blocos que vão compor as paredes.

Concreto celular

O concreto celular possui um aditivo especial de espuma na sua mistura, tornado-o mais leve. Ele é comumente utilizado em divisórias, paredes e nivelamento.

Concreto pretendido

Diferente do concreto armado, essa técnica consistem em utilizar cabos de aço de alta resistência. Essa técnica denominada ancoramento, dá a estrutura a capacidade de resistir melhor a esforços de tração e isso permite ao arquiteto poder trabalhar com vãos mais largos do que os com concreto convencional.

Concreto leve e Concreto pesado

A diferença entre eles é o agregado. No leve é utilizado agregados leves e o seu objetivo é diminuir sua massa especifica para trabalhar com enchimento de lajes, peças pré-moldadas, nivelamento da superfície, etc. Já no pesado utiliza-se agregados de massa especifica maior. comumente utilizado em câmeras de raio-X e onde se lida com energia atômica.

Blocos de concreto estrutural

Um método construtivo comumente utilizado nas cidades, os blocos de concreto são versáteis e ágeis, possibilitando assim a criação de apartamentos (seu maior uso) em questão de poucos meses. Ótimos isoladores térmicos e acústicos, conceber a sua casa feita com estes blocos é a certeza de um melhor conforto.

Como o próprio nome já diz, eles são estruturais e você precisa ter certeza das paredes que quer construir e onde construir. Já que provavelmente você não poderá quebrá-lo para aumentos e mudanças futuras.

CONHEÇA AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS E SAIBA SE É PARA VOCÊ!

Concreto colorido

Você sabia que o concreto pode ser verde, vermelho, amarelo, azul ou preto? E isso só é possível através da adição de pigmentos na mistura, criando um material que pode ser utilizado em pavimentos, fachadas, pontes e estruturas aparentes. Por ser colorido ele dispensa a utilização de outros revestimentos ou pintura, garantindo assim economia em manutenções. A notícia triste é que ele é três vezes mais caro que o concreto convencional.

Casa com concreto aparente cinza e concreto colorido vermelho.
Casa com concreto colorido preto. Imagem: ArchDaily

Arquitetura Brutalista

Totalmente desenvolvida por arquitetos modernos, este movimento se difundiu entre os anos 50 e 60. Criou-se a partir da radicalização de alguns preceitos modernos. Seu dever é de sempre mostrar a verdade da estrutura nas edificações, classicamente obstruídas em diversos outros estilos arquitetônicos.

Isso de devia ao uso de concreto armado e à mostra de perfis metálicos em vigas e pilares. Um dos detalhes mais vistos e associados está quando se percebe as marcações das fôrmas de madeira utilizadas para a concretagem. Le Corbusier é o arquiteto por trás do brutalismo, tendo em vista seus últimos projetos consagrados.

Arquitetos que trabalham com concreto

Tadao Ando

Arquiteto autodidata japonês ganhador do premio Pritzker de 1995. Ele é conhecido pelo seu impecável trabalho com o concreto e o principal estilo do arquiteto é o minimalismo. Seus edifícios são de formas geométricas puras, possui um forte compromisso com a natureza e cria sensações ao contrastar o peso do concreto com luz natural.

Church of light, sua obra mais conhecida.
Marcio Kogan

Arquitetos paulistano, Kogan é um dos principais nomes da arquitetura contemporânea no Brasil. Seu escritório se chama MK27 e é composto por 30 integrantes. Seus trabalhos se caracterizam por seus grandes volumes horizontais e pela integração entre o interior e o exterior, o arquiteto tem um cuidado especial na escolha dos materias para um acabamento perfeito, por isso opta por elementos puros – assim como as formas – o concreto aparente e madeira.

Adriana Nakamura

A arquitera Adriana Nakamura projetou junto ao seu marido A casa de concreto. Ela tem esse nome e você deve saber o porque né, todinha de concreto, do piso ao teto, dentro e fora. O loft muito bem decorado tem com cerca de 1.150 m² é fruto de uma reforma que levou dois anos para ser concluída. O espaço da casa muito vezes é usado para ensaios e filmagens.

Concreto dentro de casa

Cimento queimado

Você já deve ter visto por aí o uso do cimento queimado nas mais diversas residências. Ele é muito utilizado desde as décadas anteriores em casas rurais por ser muito durável, versátil e relativamente barato. Seu acabamento liso e uniforme era muito visto em pisos, o fato é que a nova tendência são as paredes em cimento queimado. Com a explosão do estilo minimalista, a aparência do cimento queimado – diferente do cimento puro com aspecto mais bruto – se encaixou perfeitamente nos requisitos do estilo, sendo discreto e elegante.

Concreto na decoração

É relativamente comum encontrar atualmente itens de decoração criados com concreto. Alguns exemplos são os potes para plantas, geralmente cactus e suculentas, pois se adaptam á quase todos os estilos da atualidade. Luminárias também são concebidas com o mesmo material e diversos outros objetos ligados aos estilos Industrial e escandinavo, na maioria das vezes.


Gosta de usar o concreto como decoração? Acha que o cimento queimado será mais utilizado futuramente ou ainda prefere o bom e velho porcelanato? Deixa um comentário aqui abaixo! Vamos adorar ler.

Não se esqueça nos seguir nas nossas redes sociais para não perder nenhuma novidade! Ah, você também pode deixar seu e-mail na caixa mágica na barra lateral da página inicial, assim você receberá notificação assim que a gente postar algo novo!

Nos ajude a chegar na nossa meta de 450 seguidores no Pinterest e no Insta, estamos quase lá!!!

Instagram: @universodeinspiracao

Facebook: @universodeinspiracao

Pinterest: @deinspiraçao

Stefani Oliveira
Tem 18 anos, cursa arquitetura e não vive sem música e animais. Nas horas vagas devora livros, desenha rostos e organiza coisas.

Deixe uma resposta